sexta-feira, 13 de julho de 2012

NÃO É ASSUNTO DE POLÍCIA, por Paty

O público de um modo geral não tem noção de qual é o papel da polícia e isso gera certo desconforto, porque a ansiedade por uma solução se frustra quando a resposta é “não é possível” ou “não é aqui”.
Naquele plantão deparei-me com uma dessas situações. Uma mulher jovem, bem vestida, assessorada por unhas artificialmente bonitas e indiscretamente vermelhas, mal se continha para ser atendida.
Eu percebi, solicitei que se sentasse e passei a ouvir sua queixa, a qual já foi acompanhada de lágrimas e tremedeira. Ela estava separando-se do marido, com quem tinha duas filhas menores. Por opção pessoal, parou de trabalhar – pois aguardava ser chamada para um tribunal da vida – E agora, em plena crise conjugal, dependia do ex-marido para comprar até um picolé. Mas eu ainda iria descobrir que ela tinha uma carta na manga: o cartão de crédito.
As tensões aumentaram, considerando que a separação não foi consensual. E o ex-marido não iria facilitar o desejo unilateral da mulher, que se viu obrigada a registrar ocorrência para apurar Violência Doméstica que teria sofrido; a famosa Lei Maria da Penha a amparava, mas não a separava e ela consciente ou não, ignorava essa limitação.
E foi aí que ela queria que a polícia agisse. Antecipou esse relato aqui compartilhado e eu tentava que ela fosse objetiva. Não julguem: é difícil ouvir problemas durante 24h seguidas, então o quanto a pessoa for direta melhor, cansa menos a mente, a noite inteira estava à frente e polícia não é de ferro...
Ela rodeou, rodeou e disse que o ex-marido precisava pagar o cartão de crédito que estava em seu nome... Veio até a delegacia, para que a polícia convencesse o homem a pagar a conta.
Expliquei-lhe, quando ela permitia, que aquilo não era assunto de polícia e sim uma questão da definição de pensão - Uma decisão do juiz em razão da separação junto à Vara de Família.
-A senhora já tem advogado?
-Tenho, respondeu.
-A senhora, através dos serviços do seu advogado, já deu início à separação judicial? É através do processo que será estipulada valores para seu sustento e o de suas filhas... nesse primeiro momento, vocês provavelmente vão pedir alimentos provisionais, devido à urgência e depois...
-Mas vocês não fazem nada? Ele não quer pagar meu cartão de crédito!
-Senhora a polícia não atua em questões financeiras de casal; se a senhora for agredida, xingada, ameaçada entre outras coisas, isso sim eu posso resolver, ou tentar.
-Ah! Já sei! Ele me ligou e eu não atendi. Não atendi por medo de ele me ameaçar. Acho que ele ia me ameaçar...
-Ele a ameaçou?
-Não. Acho que ia fazer, por isso não atendi.
- Querida, nós atuamos com o fato, não com o acho... Não é melhor a senhora buscar o meio eficaz de resolver sua questão: formalize sua separação com o auxílio de seu advogado, peça alimentos com um valor provisório... A proteção da polícia não resolve essas coisas...
                Essa orientação foi repetida umas três vezes e eu por fim tive que perguntar se ela estava me ouvindo, por que não adiantava falar.
                Foi embora da delegacia sem chorar e sem tremer – Estava mais calma, mas não convencida: a polícia tinha que fazer sua separação, definir visitas, partilhar seus bens, estipular o valor dos alimentos e o mais importante no momento: cobrar o pagamento da fatura do cartão de crédito. E vai alguém dizer o contrário...
Por Paty.

6 comentários:

  1. Boa noite, Paty.... a gente não sabe se ri ou se chora..rs

    ResponderExcluir
  2. rsrsrsr...que situação hein companheira!!!
    Muita gente diz não gostar da polícia, mas basta passarem por alguma situação dificil, que lá vai ela para a delegacia...!! terrível...
    abraços

    ResponderExcluir
  3. Ah, passando pra deixar a dica de uma entrevista com uma Capitã PM/BA lá no nosso Blog. Valeu!!
    http://queroserpolicia2.blogspot.com.br/2012/07/entrevista-com-capita-lilian.html

    ResponderExcluir
  4. As pessoas vivem uma ilusão. Falam o que pensam e só ouvem o que querem ouvir.

    ResponderExcluir
  5. Opa,boa tarde,Olha eu aqui denovo,blog muito bom,sempre que dá passo por aqui,continua postando ai,quero ver isso aqui cada vez melhor,alguem ai sabe desse site http://www.rastreadorgps.org/ ? to querendo saber se é bom,dizem que rastrea carro,moto,pessoas até...alguem ja ouvir falar?abraços,bom trabalho ai com o blog que ta fera!

    ResponderExcluir
  6. +55718267-0329, Paty preciso falar com vc. 👌👌👌✌💝

    ResponderExcluir